22 de outubro de 2014

Tratamento Laser de CO2 Fracionado

O laser de CO2 fracionado é mais um aliado ao combate às rugas e imperfeições da pele, pois promove uma reestruturação do tecido e estimula a produção de colágeno na pele. Os resultados podem ser notados já na primeira sessão, principalmente na sua eficiência em amenizar rugas finas e superficiais. Associado com outras técnicas de rejuvenescimento promove uma pele com melhor textura, maior viço e firme por mais tempo.

tratamento laser de co2 fracionado rafaela salvato dermatologista
 Como age o laser de Co2 fracionado?
A ação do laser gera uma intensidade de calor superior a 60° C, que em contato com a pele faz com que a água presente entre as células evapore. Isso provoca uma reorganização do tecido, o que estimula a produção de colágeno, que é a molécula responsável pela sustentação, flexibilidade e rigidez da pele.


A ação fracionada remove seletivamente partes da epiderme (camada superficial) mantendo íntegra a região ao redor dos pontos superaquecidos, beneficiando toda a região e acelerando a recuperação de toda a pele, que se aproveita das informações genéticas e dos nutrientes dessas áreas intactas.

Ao reorganizar os tecidos e estimular a produção de colágeno, há um efeito regenerativo, restaurando a pele e amenizando rugas, flacidez, poros dilatados, manchas, cicatrizes e depressões na pele.

- Rugas estáticas e dinâmicas
- Flacidez da pele
- Cicatrizes de acne
- Poros dilatados
- Manchas Solares
- Estrias e cicatrizes em geral

Tempo de tratamento laser de CO2 fracionado
As sessões duram em média de 20 a 45 minutos dependendo da área a ser tratada, com resultados que costumam ser notados logo na primeira sessão. O número de sessões varia de pessoa para pessoa e de acordo com a indicação. O intervalo entre as sessões é de cerca de um mês.

Cicatrização laser de CO2 fracionado

Após a sessão a pele apresenta coloração avermelhada e um leve inchaço. A pele pode também apresentar leve ardência,  que pode ser amenizada com compressas de água gelada ou água termal. Esses sintomas costumam aliviar nas primeiras 24 horas. Após esse período, passa a se formar uma camada fina (crosta) que ajudará na formação da nova camada, que descama em cerca de uma a duas semanas.

- Evitar a exposição solar por 15 dias.
- Use sempre filtro solar com proteção UVA e UVB, com fator de proteção solar no mínimo 30, para evitar o surgimento de manchas.
- Mantenha a região hidratada com produtos prescritos pelo dermatologista, como pomadas, cremes ou óleos específicos.

Contraindicações laser de CO2 fracionado
- Não é indicado para todos os tipos de pele. Peles mais escuras podem apresentar hiperpigmentação na cicatrização.
- Gestantes
- Pacientes com herpes em atividade
- Pacientes fotossensíveis
- Pacientes com doenças ligadas ao colágeno, como o lúpus.
- Tratamento com isotretinoína. Deve-se interromper sob orientação médica tratamentos com essa medicação e aguardar cerca de 2 meses após o término ou a pausa do tratamento para realizar a aplicação com o laser.
- Lesão pigmentada suspeita no local da aplicação
- Pacientes com histórico de problemas de cicatrização
- Pacientes suscetíveis a formação de quelóides

Dra. Rafaela Salvato - Dermatologista em Florianópolis SC - Laser de CO2 fracionado

Queimaduras

A queimadura é uma lesão cutânea geralmente causada por fatores térmicos (calor ou frio em excesso), elétricos, químicos ou por radiação. Dependendo do grau, extensão ou localização, essa lesão pode destruir uma ou mais camadas da pele, deixando marcas temporárias ou permanentes. Dependendo do tempo de exposição a esses fatores, pode desfigurar a região ou até mesmo levar à morte.

Todo cuidado é pouco para evitar o risco de queimaduras, porém, não podendo evitar o acidente, existem alguns cuidados essenciais na hora de prestar socorro e cuidar da pele danificada.

Graus de queimaduras
A Sociedade Brasileira de Queimadura não classifica mais o acometimento da pele lesionada em graus, porém, por ser uma forma didática, vamos utilizar essa classificação. As queimaduras podem ser classificadas em queimaduras de 1º, 2º e 3º grau.

Queimaduras de 1º grau
As queimaduras de 1º grau são leves e atingem somente a camada superficial da pele (epiderme). Não há formação de bolhas e a pele fica avermelhada, dolorida e com leve ardência. O exemplo mais comum desse tipo de queimadura é a queimadura solar, causada principalmente pela exposição em excesso ao sol, sem uso de proteção.
O que fazer?
Faça compressas com água fria para resfriar o local. Use óleo mineral ou vaselina líquida para manter a pele hidratada e facilitar a troca de curativos. Se houver muita dor, podem ser administrados analgésicos. O uso de filtro solar é essencial para evitar manchas.

Queimaduras de 2º grau
As queimaduras de 2º grau atingem a epiderme e a porção superficial da derme. A pele, além de ficar avermelhada e dolorida, também costuma apresentar bolhas aparentes.
O que fazer?
A limpeza com água corrente imediatamente após o acidente ajuda a amenizar os sintomas e a minimizar os danos. Procure um atendimento médico o quanto antes para realizar uma avaliação correta e curativos adequados. Se houver aparecimento de bolhas, não rompa, aguarde atendimento médico. Use filtro solar após a reepitelização da pele para evitar manchas. Ingerir muita água ajuda na cicatrização, mantendo os tecidos hidratados.

Queimaduras de 3º grau
As queimaduras de 3º grau são mais profundas, atingindo também o tecido gorduroso, nervos e até ossos, dependendo da gravidade. Diferente do que se pensa, a dor é bem menor, podendo ser inclusive indolor, pois foram destruídas as terminações nervosas de sensibilidade da pele. Por outro lado, a pele fica seca, enrugada, dura, esbranquiçada ou escurecida.
O que fazer?
Muitas vezes há necessidade de internação, pois as complicações podem incluir desequilíbrio de íons, desidratação, necrose, infecção e necessidade de enxerto. Procure imediatamente um atendimento médico emergencial para que os devidos cuidados sejam iniciados.

Primeiros Socorros
Os primeiros socorros exigem atenção e agilidade. Ao se queimar ou ver alguém precisando de ajuda nesses casos, o melhor a fazer é seguir essas regras básicas para evitar complicações ou exposição ao perigo e buscar ajuda médica o mais rápido possível.

Fogo
Não retire a roupa  aderida ao corpo, apenas recorte o excesso de pano ao redor e cubra a área afetada com gaze ou panos limpos, evitando assim maiores danos.

Produtos Químicos
Remova a substância da pele e das roupas e lave o ferimento com água corrente abundante.

Descargas Elétricas
Nunca toque diretamente a pessoa afetada sem certificar-se de que a corrente elétrica está desligada. Chame o serviço de emergência imediatamente, pois em alguns casos há necessidade de reanimação.

O que não fazer em casos de queimaduras?
- Não aplique gelo diretamente sobre a queimadura, evitando danos maiores na ferida.
- Não aplique qualquer produto sobre a queimadura, tais como pasta de dente, clara de ovo, manteiga, dentre outros. Qualquer substância que não seja a água pode infeccionar o local ou prejudicar a área afetada.
- Não perfure as bolhas, evitando deixar exposto o ferimento. As bolhas protegem a pele nos primeiros dias e ajudam na cicatrização.

Tratamento das Cicatrizes de queimaduras

Queimaduras mais profundas costumam deixar manchas e cicatrizes mesmo se forem tratadas adequadamente. Se isso acontecer, alguns tratamentos atuais podem suavizar os danos. A completa cicatrização da pele ocorre após seis meses do acidente. Por isso, é aconselhável aguardar esse período antes de iniciar os tratamentos.

Dermoabrasão
É feita uma esfoliação por meio de um equipamento que lixará a pele até a camada desejada, a fim de eliminar toda a extensão da cicatriz. O tempo de cicatrização pode variar entre 2 a 4 semanas, dependendo do organismo de cada paciente.

Laser fracionado ou Luz Intensa Pulsada
Ambos têm a função de tratar as camadas superficiais da pele, de acordo com a necessidade e a profundidade da cicatriz. A cicatrização pode variar entre 2 a 4 semanas e o número de sessões depende do tipo de cicatriz e da resposta individual de cada um.

Cirurgia Reparadora
Pode ser necessária a remoção da cicatriz e a aplicação de enxertos ou retalhos de pele, dando uma aparência mais estética e menos perceptível da lesão. Pode ser associada a outros tratamentos dérmicos para suavizar a cicatriz na pele.

Preenchimento com ácido hialurônico
Indicada para cicatrizes menores e deprimidas. São injetadas determinadas quantidades de ácido hialurônico de acordo com a necessidade. O ácido hialurônico é a substância mais indicada, pois, não tem risco de rejeição do organismo por ser uma substância encontrada entre as células. Esse ácido além de estimular a produção de colágeno, atrai água para as células, o que promove a restauração com uma hidratação profunda na região.


blog dermatologista rafaela salvato queimaduras

Blog Rafaela Salvato Dermatologia - Dermatologista na região da Grande Florianópolis - Queimaduras

15 de outubro de 2014

Dermatite Atópica em Bebês

Dermatite Atópica em Bebês
A dermatite atópica é uma doença inflamatória crônica, não contagiosa, também chamada de eczema atópico. A pele do rosto e do corpo fica ressecada, irritada, inflamada e com prurido intenso (coceira). A coceira é o principal sintoma e pode permitir a entrada de microrganismos e facilitar a inflamação e a infecção da região.

Geralmente costuma se desenvolver nos primeiros anos de vida e acomete em maior percentual as crianças com história familiar de dermatite atópica ou alergias respiratórias como rinite, bronquite e asma. Além dos fatores genéticos e hereditários, alguns fatores externos contribuem significativamente para o aparecimento dessas lesões na pele.

As alterações genéticas nas células da pele colaboram para o rompimento da proteção da epiderme o que permite a entrada de agentes irritantes que colaboram com a coceira e a irritação, comuns em nos casos de dermatite atópica. Quando a pele é seca, descama com facilidade, outro fator que colabora para o desconforto das coceiras.

A irritação constante e o contato direto das mãos nas lesões podem desencadear uma infecção maior, podendo ocorrer formação de crostas e pus.

A hidratação é a melhor arma para combater esses desconfortos e até a melhor maneira de evitar as crises de dermatite atópica, pois uma pele hidratada é uma pele mais protegida. O uso de filtro solar é um fator importante na prevenção, pois sem proteção a pele fica exposta aos efeitos nocivos da radiação solar, o que pode ser a porta de entrada para outras doenças da pele.
Substâncias alergênicas ou irritativas

Bebês e crianças com dermatite atópica apresentam maior facilidade para crises alérgicas ou dermatites de contato por substâncias irritativas.
Substâncias alergênicas são substâncias que provocam crises alérgicas quando entram em contato com a pele tanto pelo contato direto quanto através da ingestão ou inalação. As mais comuns são os ácaros, os fungos, os pêlos de animais e os alimentos. Para saber qual substância causa a alergia, pode haver a necessidade de testes alérgicos, que podem ser realizados por um dermatologista ou por um alergista.
Substâncias irritantes são substâncias que provocam reação quando entram em contato direto com a pele ou a via respiratória. As mais conhecidas são produtos químicos em geral, sabonetes, poeira, fumaça de cigarro, roupas sintéticas, cortinas, tapetes, bichos de pelúcias, etc.
Cuidados especiais com a pele do bebê - Dermatite Atópica em Bebês

- Hidratação é fundamental: hidrate a pele da criança pelo menos duas vezes ao dia, com produtos antialérgicos indicados pelo dermatologista.
- Mantenha a pele limpa e fresca: os banhos devem ser mornos, rápidos e com pouco sabonete. Restrinja o uso do sabonete às áreas com maior produção de suor. Dê preferência a sabonetes líquidos, neutros e sem álcool em sua composição, pois são menos irritantes.
- Vestuário confortável: vista roupas confortáveis e de preferência de algodão.
- Lavagem das roupas: dê preferência a sabão líquido ou de côco, de tons claros, evitando os amaciantes.
- Ambientes frescos: evite expor a criança a mudanças bruscas de temperatura e prefira ambientes mais frescos e ventilados na maior parte do tempo.
- Estresse: situações estressantes podem desencadear ou piorar a crise da dermatite atópica.
- Preste atenção na alimentação: o ideal é ter refeições saudáveis e balanceadas, que colaboram para a saúde do organismo e da pele. Alguns alimentos podem desencadear reações alérgicas nessa fase: observe se ocorrem lesões se a criança consumir leite, ovos, soja, trigo, amendoim, etc.

Qualquer medicação deve ser orientada pelo médico dermatologista para evitar complicações e riscos à criança. A pele em cada faixa etária apresenta características diferentes e nem todo produto pode ser utilizado. 
Dentre as opções de tratamento para dermatite Atópica em Bebês, podemos citar:

- Pomadas e cremes de corticosteróides
- Corticosteróides orais
- Imunomoduladores tópicos ou orais
- Antihistamínicos orais
- Antibióticos orais ou tópicos

Outras terapias:

- Fototerapia
- Probióticos orais
- Coaltares tópicos

Dra. Rafaela Salvato - Dermatologista em Florianópolis - Dermatite Atópica em Bebês


13 de outubro de 2014

1 ano de maquiagem em apenas 1 dia


Um ano de maquiagem em um dia e o uso excessivo de produtos de beleza:
Imagine se, durante um ano, você não removesse a maquiagem que usa no rosto. Essa foi a inspiração do vídeo ironicamente chamado de “Natural Beauty” (“Beleza Natural”, em português). No video a modelo belga Hannelore Knuts recebe sessões de maquiagem (base, sombra e batom) durante 9 horas seguidas, somando 365 camadas de aplicação.
O resultado é meio assustador, pois visualmente não é nada atraente a materialização de um ano de maquiagem no rosto de Hannelore, e esse é exatamente o propósito do vídeo dirigido por Lernert & Sander para a revista Nowness - abrir um debate sobre o uso excessivo de produtos de beleza e o quanto prejudicial para o rosto pode ser, caso as pessoas não tomem as providências corretas de remoção.
Quem nunca teve preguiça de tirar a maquiagem depois de uma festa ou dia cansativo de trabalho? Segundo pesquisa divulgada pelo site Female First e realizada pela rede de clínicas de estética Specialist Make up Services, 79% das mulheres do Reino Unido não retiram a maquiagem antes de dormir e nem mantêm cuidados noturnos com a pele diariamente!
A própria maquiagem acaba guardando resíduos, pó, poluição e suor que acumulamos durante o dia e, se não forem removidos, irão acabar causando acne ou alguma outra infecção. Além disso, a longo prazo, a pele pode ficar com poros abertos e sem brilho.
Além disso, durante a noite a cútis absorve melhor os nutrientes, pois não sofre com agentes externos e para isso precisa estar limpa.
Como limpar a pele corretamente
O ideal para retirar a maquiagem é investir no demaquilante indicado pro um dermatologista para seu tipo de pele. Para demaquilar, prefira o uso do algodão ao invés da toalha. Assim fica garantida a praticidade e higiene no processo. Apenas evite os lenços umedecidos comuns, dando preferência aos lenços demaquilantes.
Cuidado com o uso de sabonetes específicos e cremes para uso após a limpeza completa da pele beneficiam a renovação celular.

Dra. Rafaela Salvato - Dermatologista em Florianópolis Santa Catarina - Maquiagem

8 de outubro de 2014

Dermoabrasão


A técnica de dermoabrasão ou peeling mecânico, consiste num procedimento cirúrgico, abrasivo, que tem a finalidade de remover a camada superficial da pele, a fim de restaurar a sua homogeneidade, suavidade e elasticidade. É uma das técnicas mais antigas de rejuvenescimento facial, que hoje conta com uma gama tecnológica mais moderna e equipamentos que proporcionam resultados mais delicados e precisos.
Seus benefícios vão além do rejuvenescimento, amenizando rugas superficiais e linhas de expressão, como as notadas ao redor dos lábios. São indicadas para melhorar a aparência de cicatrizes de cirurgias e acidentes, além das cicatrizes profundas causadas pela acne.
Pode ser realizada em pequenas áreas ou sobre toda a face, bem como pode ser aplicada em outras áreas do corpo que necessitam de correção. Pode ainda ser associada a outros procedimentos para melhores resultados.
Indicações da Dermoabrasão:
As indicações são muitas e os resultados costumam ser notados já na primeira sessão. Dependendo do caso e da profundidade da imperfeição, podem ser necessárias mais de uma sessão para se alcançar os resultados esperados.

- Rejuvenescimento da pele
- Cicatrizes causadas pela acne
- Manchas
- Depressões na pele
- Rugas e linhas finas
- Estrias
- Lesões pré-cancerosas (queratoses)
- Rinofima (pele espessada no nariz)
- Vestígios de tatuagens
Contraindicações
- Pacientes com tendência a desenvolver cicatrizes hipertróficas ou quelóides
- Pacientes com herpes, acnes inflamadas ou qualquer outro tipo de infecção que esteja ativa na região a ser tratada
- Pacientes com distúrbios de coagulação
- Pacientes bronzeados ou com tom de pele mais escuro são mais suscetíveis a hiperpigmentação após o procedimento e geralmente o procedimento não é recomendado.

Como é realizada a dermoabrasão?
Após a identificação do objetivo do tratamento e orientação ao paciente sobre os cuidados prévios antes do procedimento,  é realizada uma anestesia deve ser feito com anestesia local, se a área for pequena. Se a área for maior ou para um maior conforto do paciente, podem ser realizados bloqueios anestésicos, que abrangem uma maior área.

A ação abrasiva pode ser feita manualmente ou com uso de aparelhos dermoabrasivos com lixas diamantadas, que são manuseadas pelo médico cirurgião ou pelo dermatologista. É feita a remoção por lixamento da primeira camada da pele, de maneira controlada, conforme definido com o paciente. As áreas mais comuns de tratamento são a testa, ao redor dos olhos, da boca e as bochechas.

Pode ser necessária mais de uma sessão para atingir o resultado esperado ou ainda ser associada a outros tratamentos para melhor eficácia do resultado, como preenchimento com ácido hialurônico em depressões, cicatrizes de acnes e rugas; ou o laser fracionado de CO2 que promove uma reorganização celular estimulando a produção de colágeno e elastina na região, contribuindo tanto com o rejuvenescimento como na suavização de manchas e cicatrizes.

Outros tipos de dermoabrasão

Microdermoabrasão ou Peeling de Cristal
É uma técnica moderna realizada com um aparelho que produz jatos de micro cristais de hidróxido de alumínio em alta pressão, promovendo uma esfoliação cutânea, com intensidades variáveis dependendo da necessidade de cada paciente. As indicações são as mesmas da dermoabrasão comum, porém pode ser aplicada em todos os tipos de pele.

Dermoabrasão a laser
Com o avanço da tecnologia na medicina estética, foi desenvolvido um laser com a função de promover uma esfoliação mais profunda, com o mesmo conceito de renovação celular da dermoabrasão, porém com menos efeitos colaterais. O laser de CO2 pode ser ablativo ou superficial e depende da profundidade a ser alcançada para atingir os resultados desejados. A indicações são as mesmas da dermoabrasão, mas o tempo de recuperação é menor, pois a lesão é fracionada, mantendo áreas sadias ao redor que colaboram para uma cicatrização mais rápida e eficiente. A técnica vaporiza a água das células promovendo uma reorganização do tecido, estimulando também a produção de colágeno, o que deixa a pele mais resistente e macia, suavizando não só as rugas, mas amenizando cicatrizes, manchas e estrias. As sessões duram em média 30 minutos ou menos, dependendo do tamanho da área a ser tratada. 

Podem ser necessárias outras sessões, com intervalo médio de um mês, dependendo do tempo de cicatrização que cada paciente desenvolve.

Cuidados após o procedimento de Dermoabrasão
- Após a cirurgia, a pele fica com aspecto mais claro, rosado e muito sensível. Com o passar dos dias a pele vai cicatrizando, formando crostas que se desprenderão quando a pele estiver renovada.
- A exposição solar é proibida por pelo menos 20 dias ou de acordo com o tempo de cicatrização de cada um, que pode variar entre 30 a 45 dias ou mais.
- O uso de protetor solar é essencial, com reaplicação a cada 2 horas.
- Podem ser indicados pomadas, cremes, sabonetes e cosméticos para hidratar e auxiliar na cicatrização da pele.

Quem pode realizar a dermoabrasão?
- A escolha do profissional que irá realizar a dermoabrasão deve ser cuidadosa. 
- Cuidado com profissionais não habilitados! O risco de deformações, manchas e cicatrizes pode ser grande se o procedimento for realizado por pessoas sem especialização e conhecimento na área.


Dra. Rafaela Salvato Dermatologista em Florianópolis SC - Dermoabrasão

2 de outubro de 2014

Autobronzeadores: moda para o verão 2015

blog florianopolis Dra. Rafaela Salvato

Em nosso país a moda de corpos bronzeados é algo que faz parte da nossa cultura e faz parte da nossa identidade nacional. Na última edição do Fashion Rio / Verão 2015, evento nacional, e de exposição internacional por exportar a cultura de moda praia e de Verão, mais uma vez a passarela foi tomada por peles bronzeadas! Os truques dos maquiadores e produtores no backstage dos desfiles revela truques de maquiagem, com produtos que dão o aspecto bronzeado para rosto e corpo. Um dos grandes aliados para o bronzeado natural e leve que apareceu nas passarelas da Semana de Moda do Rio são os Autobronzadores.
blog moda florianopolis rafaela Salvato Dermatologia

Muitas ainda torcem o nariz para eles, por que no passado, as fórmulas dos autobronzeadores tinham efeito artificial e deixavam a pele alaranjada e às vezes manchada. Já os novos produtos têm tonalidade dourada, muito mais próxima do efeito do sol.
Os autobronzeadores são uma ótima opção para ter a cor de verão sem submeter a pele aos riscos da exposição ao sol e de forma prática. O contato excessivo com os raios ultravioleta (UV) pode provocar vários problemas de pele, como envelhecimento precoce, manchas e câncer. A mágica do autobronzeamento acontece por uma reação química. Os autobronzeadores contêm uma substância chamada dihidroxiacetona (DHA), que interage com a queratina da superfície da pele e se oxida, produzindo uma substância amarronzada.
A quantidade de DHA varia de 5% a 15% nos produtos, os autobronzeadores com maior concentração da substância dão uma coloração mais rápida, em poucas horas. Em compensação, podem manchar mais a pele na aplicação.
Rafaela Salvato Dermatologista autobronzeadores

Há também os hidratantes tonalizantes, opção usada nas semanas de moda para dar cor imediata para o momento do desfile. Com menor concentração de DHA, eles colorem a pele de forma progressiva e sutil e devem ser usados diariamente para um efeito mais duradouro. Porém, o bronzeado pode demorar alguns dias para aparecer.
Os autobronzeadores não são tóxicos, não penetram na pele e são pouco alergênicos, mas, mesmo assim, antes de começar a usar um autobronzeador, faça um teste numa área pequena e escondida do corpo, como a parte interna da coxa, para se certificar de que você não é sensível ao produto e não vai ter alergia.
Se você quiser saber ainda mais sobre cuidados com sua pele e de como mantê-la sempre saudável, clique aqui.


Rafaela Salvato Dermatologia - Dermatologista em Florianopolis Santa Catarina - Autobronzeadores: moda para o verão 2015.

25 de setembro de 2014

Limpeza de Pele


É um procedimento estético que deve ser realizado por um profissional preparado e tem o objetivo de limpar e remover cravos, mílios e impurezas da pele. A limpeza facial ainda garante melhor qualidade da pele, restaurando o equilíbrio e removendo o excesso de oleosidade.


Indicações de Limpeza de Pele

É indicada para remoção de cravos ou comedões abertos (pontos pretos) e os comedões fechados (pontos brancos). Também é indicada para a remoção de mílios, que são pequenos cistos que obstruem os poros. A limpeza de pele também ajuda a equilibrar a oleosidade em todos os tipos de pele. Pode ser feita na face ou outras partes do corpo. As partes mais comuns a serem tratadas são rosto, pescoço, colo e dorso.


Contraindicações de Limpeza de Pele

- Pele com doenças dermatológicas em atividade
- Pele com ferimentos no local da limpeza
- Peles muito sensíveis
- Peles bronzeadas e irritadas


Como é realizada a limpeza de pele

Como uma regra geral a maioria dos procedimentos de limpeza de pele segue uma rotina básica que inclui higienização, esfoliação, extração, massagem, hidratação e proteção solar. O tempo médio do procedimento é de uma hora a uma hora e meia dependendo da quantidade de extrações a serem feitas.


Higienização da Pele

Antes de iniciar o procedimento, é realizada a higienização da pele com loções de limpeza que variam de acordo com cada tipo de pele. Essas loções livram a pele das impurezas externas e retiram o excesso de oleosidade.


Esfoliação

Após a higienização, são aplicados na região a ser tratada produtos específicos com poder abrasivo que promovem uma leve esfoliação, afinando a camada superficial, o que facilita a extração das impurezas presentes nos poros não inflamados. A esfoliação é feita de forma leve e delicada, com movimentos circulares. Esse procedimento também auxilia para a retirada de células mortas, colaborando para a renovação celular.


Extração de comedões (cravos)

Preparação da pele: após a esfoliação, a pele é submetida a um vapor com ozônio por no máximo 5 minutos. O vapor dilata os poros e facilita ainda mais a extração, além de ser um excelentes bactericida e fungicida, reforçando a assepsia da pele. Em seguida e em média por 10 minutos, o paciente é submetido a mais uma sessão de vapor, mas dessa vez somente com água e com a pele coberta com uma fina camada de algodão ou gaze com substância emoliente. A extração pode durar em média 30 minutos dependendo do tipo de pele de cada paciente.


Extração

Existe uma técnica correta para a remoção dos cravos e mílios, em que o profissional provido de luvas e com o auxílio de gaze, faz movimentos delicados para não machucar a pele. 
No caso dos mílios e comedões brancos, que não saem facilmente, a película que cobre o poro é mais grossa, necessitando de uma abertura, que pode ser feita com uma microagulha esterilizada.
As espinhas, por sua vez, não devem ser retiradas para evitar cicatrizes ou uma piora na inflamação. A maneira mais correta de trata-las é utilizar produtos secativos para reduzir a inflamação e de preferência alguns dias antes do procedimento, para uma limpeza mais eficiente da região escolhida.

Massagem Calmante
Tem a finalidade de acalmar e hidratar a pele. Diminui o vermelhidão após a limpeza e pode ser associada a aplicações de compressas com águas termais para a hidratação do local.


Máscaras Calmantes

Normalmente são a base de substâncias calmantes, como o azuleno e o mentol. É a etapa final da limpeza de pele e pode durar em média 15 minutos. As substâncias são escolhidas de acordo com cada tipo de pele.


Proteção Solar

Após a limpeza a pele fica sensível e mais exposta sendo essencial a proteção solar, evitando assim manchas e queimaduras. Na última etapa é aplicada uma loção ou gel, não oleoso e com fator de proteção solar com FPS superior a trinta, garantindo uma pele protegida quando o paciente sair da clínica.
Próxima Limpeza de Pele
Dependendo do tempo de pele a periodicidade pode variar. Peles normais ou secas podem ter sua manutenção a cada dois meses, enquanto as mais oleosas recomenda-se uma sessão por mês.


Cuidados Especiais após a limpeza de Pele

Para ajudar na cicatrização e proteger a pele, alguns cuidados devem ser tomados logo após o procedimento de limpeza. O tempo de recuperação da pele é em torno de 48 horas, então, nesse período:

- Use sempre filtro solar com grau de proteção superior ou igual a trinta no rosto.
- Podem aparecer casquinhas que não devem ser removidas.
- Utilize sob orientação do dermatologista loções calmantes e cicatrizantes.
- Faça a limpeza diária da pele utilizando produtos indicados que incluem: gel de limpeza, tônico e hidratante para o dia e para a noite.
- A esfoliação com produto recomendado pelo dermatologista pode ser feito uma ou duas vezes por semana e após pelo menos 7 dias da sessão de limpeza de pele.
- Use maquiagens próprias para o seu tipo de pele, evitando o aumento da oleosidade ou o obstrução dos poros. Existem no mercado maquiagens que colaboram para a manutenção da pele e ainda combatem a acne.


Evite
- Evite exposição solar nas primeiras 48 horas.
- Evite produtos a base de ácido nas primeiras 48 horas.
- Evite cremes e maquiagens oleosas, para evitar obstrução dos poros.
- Evite dormir com maquiagem.

Os vários tipos de pele pedem tratamentos exclusivos. O dermatologista vai poder indicar produtos e até medicações que auxiliarão no combate da acne e das inflamações. Pacientes em processos inflamatórios devem tratar a pele antes de realizar a limpeza e sempre checar com o seu dermatologista se o procedimento pode ser realizado.

Dra. Rafaela Salvato - Dermatologista no Centro de Florianópolis SC - Limpeza de Pele
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...