10 de dezembro de 2014

Tratamento cicatrizes de acne

Um dos grandes problemas dos homens do campo que precisam andar a cavalo são os tatus. Caso você não saiba o que são tatus, basta se lembrar da copa do mundo no Brasil, realizada na metade desse ano (2014) e que consagrou a Alemanha como a grande campeã.
Se todas as imagens da Copa do Mundo já vieram a sua cabeça, basta se lembrar do mascote Fuleco, um animal azul e amarelo. O Fuleco era um tatu-bola, animal que recebe esse nome porque quando está em uma situação ameaçadora enrola-se todo, ficando com o formato de uma bola.
Voltando ao começo: o maior perigo para quem anda à cavalo no campo são os tatus, porque eles cavam a terra, deixando buracos ao longo de todo o terreno. E quando o homem à cavalo vem, cavalgando rápido, o cavalo pisa em um desses buracos e lá se vão – cavaleiro e animal – rolando pelo chão.
Essa breve história serve para ilustrar a você o problema estético de que iremos falar hoje. Com certeza, a partir dessa descrição acima, você conseguiu imaginar um longo campo verde, cheio de buracos marrons, que causam problemas. O mesmo acontece com o rosto de uma pessoa: quando ficam muitos buraquinhos na pele, a aparência é prejudicada, podendo causar não tombos, mas machucados na auto-estima da pessoa, já que o rosto é a parte do corpo que normalmente as pessoas dão grande valor.
É por isso que o artigo de hoje irá falar sobre Tratamento das cicatrizes de acne. Se você sempre achou que as colunas sociais e as fotos de celebridades em revista de fofoca eram uma grande perda de tempo, demonstrando a futilidade daquelas pessoas, você está enganado.
Explicamos melhor: a classe A foi a grande impulsionadora dos tratamentos estéticos. Como essas pessoas possuem muito dinheiro, estão dispostas a investir em técnicas e procedimentos para parecerem mais jovens e bonitas. E – com isso – elas acabam movimentando o mercado, estimulando novas descobertas.
E muitas dessas descobertas podem ser usadas para o Tratamento das cicatrizes de acne. A primeira dica, portanto, é analisar o seu caso. Você entrou na adolescência com uma pele boa e quando saiu dela estava com muitas cicatrizes no rosto? Então o seu primeiro passo é procurar um bom médico dermatologista, para que ele oriente você a respeito dos Tratamentos das cicatrizes de acne.
No entanto, se em sua pele ainda existe muita acne, não é aconselhado iniciar o Tratamento das cicatrizes de acne. O mais indicado é que primeiro você elimine toda a acne do seu rosto, para depois fazer o Tratamento das cicatrizes de acne. Assim você não corre o risco de uma nova lesão acontecer bem onde você acabou de retirar uma cicatriz.
Clínica de Dermatologia em Santa Catarina - Tratamento cicatrizes de acne

Biópsia de pele


Um antigo ditado chinês dizia algo do tipo: o cavalo do desespero é mais rápido do que o cavalo das boas notícias, porque o cavalo do desespero se alimenta de emoções enquanto o cavalo das boas notícias precisa esperar para receber seu alimento (que seriam pensamentos coerentes e sensatos).
Esse simples provérbio popular oriental mostra que os chineses sempre souberam que o desespero toma conta do ser humano porque ele não consegue pensar racionalmente em uma situação de tensão. A partir desse raciocínio os chineses conseguiram ganhar muitas guerras, se aproveitando da instabilidade emocional do inimigo em momentos de alta tensão. Ou seja: sob uma situação de estresse poucas pessoas conseguem tomar uma decisão.

Toda essa introdução é necessária para que você entenda o artigo de hoje, que fala sobre um assunto muito sério e que – nem por isso – precisa ser tratado com desespero ou afobação. Mantenha a cabeça no lugar, respire fundo, faça as perguntas certas e respeite o tempo.
Invista, então, em atitudes saudáveis e centradas. E por que estamos falando disso? Porque o tema do nosso artigo de hoje é: Biópsia de pele, um assunto que apavora muitas pessoas.

A simples menção à Biópsia de pele já faz com que muitas pessoas associem essas palavras a câncer de pele e a outras experiências negativas. Antes de tudo, lembre-se do nosso conselho do início do artigo: alimente o cavalo correto. Aja com cautela e sensatez.
Uma Biópsia de pele é pedida quando o médico dermatologista precisa de um auxílio para elaborar com maior assertividade um diagnóstico. Como todos sabemos, existe uma gama imensa de doenças que já foram descobertas e detectadas, sendo que muitas delas possuem sintomas muito parecidos.

Sendo assim, a Biópsia de pele é uma forma de economizar tempo (e tempo é algo muito precioso quando estamos falando da suspeita de alguma doença) e fazer um bom trabalho de reconhecimento e tratamento de uma doença.
A Biópsia de pele é usada para diversos casos. Em alguns deles, a pele está inflamada e o médico quer saber o motivo específico dessa inflamação. E – claro – a Biópsia de pele pode ser usada para diagnosticar o câncer de pele. A Biópsia de pele pode também detectar até mesmo cistos ou verrugas que estão em formação.

Por último, vale lembrar: se a Biópsia de pele indicar um câncer, saiba que quanto antes essa doença for diagnosticada, maiores as chances de cura. Ou seja: a Biópsia de pele só irá ajudar você, qualquer que seja o caso.

Rafaela Salvato Dermatologia - Biópsia de Pele.

Caspa


Um brinde muito criativo entregue aos consumidores por uma empresa de shampoos consistia em um desses objetos natalinos, com formato arredondado que lembra uma bolha. Dentro dessa bolha de vidro normalmente fica uma casa e – ao chacoalhar o vidro, neve cai graciosamente em cima da casa.
A jogada criativa da empresa de shampoo foi que – ao invés de colocar uma casa no centro da bolha – colocou uma cabeça em miniatura de um homem. Assim, quando a pessoa chacoalhava, os flocos de neve caíam na cabeça dele.
Essa é apenas uma das provas de que a publicidade revela os comportamentos da sociedade, desde os hábitos de consumo inerentes ao ser humano (como comer) até as maneiras de se vestir e se cuidar. E – falando em se cuidar – é pelos anúncios que podemos perceber como as pessoas gostam de se cuidar.
E como muitas pessoas querem parecer ser ricas, bonitas e saudáveis, apresentar caspa é um empecilho a essa missão. Então, se você sofre ou conhece alguém que sofre de Caspa, leia com atenção esse artigo, para entender o que é a Caspa, como a Caspa surge, como tratar a Caspa e como ajudar a mantê-la longe após o fim do tratamento.

Quando a caspa surge, é sinal de que há algo errado com o seu couro cabeludo. Dizemos isso porque Caspa nada mais é do que a descamação (a perda de pele) do couro cabeludo. Isso pode acontecer – normalmente – por mudanças nos seus níveis de hormônio, por oleosidade excessiva no couro cabeludo ou por fatores genéticos.
A seguir, separamos três dicas para que você não fique constrangido com a caspa. A primeira delas é cuidar da sua saúde.

Pode parecer óbvio, mas isso é importante, porque a Caspa se aproveita da má situação da sua saúde para surgir. Portanto, evite passar por situações muito estressantes, que afetam seus níveis de hormônio. Também não descuide da higiene: lave bem os cabelos, todo dia. Sim, ao contrário do que muitos pensam, lavar os cabelos todo dia não causa caspa.

A segunda dica para evitar caspa é tomar banhos mais gelados, com água na temperatura ambiente ou um pouco morna. Quando você toma banhos muito quentes, o couro cabeludo fica ressecado, apresentando assim uma condição ideal para o surgimento da Caspa.

Por último, mas não menos importante, a terceira dica é ser paciente com alguém do seu círculo de relacionamentos que apresenta Caspa. Agora que você já sabe que a Caspa muitas vezes foge ao controle da pessoa, sendo necessário um tratamento específico, busque ajudá-la.

Dra. Rafaela Salvato, dermatologista em Florianópolis. Caspa. 

Xantelasma


O mal do século possui um nome muito curto e com apenas sete letras. Com certeza você já sabe qual é, porque ele já ilustrou diversas capas de revistas, apareceu em inúmeros programas de televisão e – claro – é a estrela do cardápio de muitos fast-foods.
O mal do século – segundo indicam os institutos de pesquisa da Alemanha, em parceria com empresas de dados da Irlanda e Bélgica (que muito se preocupam com a questão alimentar) é a gordura.

A gordura em excesso no organismo humano leva ao problema da obesidade, que desencadeia uma série de outros problemas: diabetes, colesterol, hipertensão, problemas nas juntas, alterações de humor, suor excessivo e dificuldade de locomoção – além, claro, do preconceito e do bullying (especialmente quando estamos falando de crianças acima do peso).
Não existe (pelo menos até agora) um medicamento milagroso que elimine de uma vez só todo o excesso de gordura em seu organismo. Por isso, as recomendações médicas (até mesmo da OMS – Organização Mundial da Saúde) são sempre as mesmas: procure realizar uma alimentação balanceada, alternada com a prática de exercícios físicos pelo menos três vezes por semana. Costuma funcionar, a não ser que o problema seja muito mais grave.
Mas o artigo de hoje irá falar sobre um tipo de gordura não tão sério, mas que também incomoda. Estamos nos referindo ao Xantelasma, um problema com nome estranho.
Xantelasma, conhecido como Xantelasma da pálpebra (Xantelasma palpebral) é caracterizado por um acúmulo incomum de gordura ao redor do olhos, levando a pequenas lesões. Normalmente, o Xantelasma é mais comum entre pessoas do sexo feminino, sendo desencadeado por um problema no metabolismo. Especialistas ainda tentam decifrar onde ocorre especificamente o problema que dá origem ao Xantelasma e as pesquisas apontam caminhos que envolvem as taxas de colesterol, mas nenhuma relação conseguiu ainda ser comprovada, restando apenas hipóteses.
Outros estudos apontam que a razão do Xantelasma surgir é hereditária, ou seja: passada de pai para filho. Isso significa que se alguém na sua família possui Xantelasma, existe a probabilidade de que você sofra com essa doença também – ou apenas carregue o gene que pode desencadeá-la.
Mas a boa notícia é que o gene que carrega o problema do Xantelasma é raro, sendo que de cada mil pessoas, apenas duas o carregam. Isso mostra também que o Xantelasma é mais raro do que se pensava.

No entanto, não há cura para o Xantelasma. Os progressos na área estética, no entanto, abriram novas perspectivas de tratamento para o Xantelasma, com Laser de CO2 ou bisturi. Procure seu médico dermatologista e peça a ele orientações que podem ajudá-lo.

Clínica de dermatologia em Florianópolis SC, Rafaela Salvato Dermatologia - Xantelasma

Rejuvenescimento genital feminino


Muito se fala a respeito do órgão sexual masculino, o pênis. No entanto, em nossa sociedade é um tabu falar de sexualidade. Até mesmo a palavra pênis muitas vezes é substituída por alguma similar, que não remeta diretamente ao membro. Mas, com a chegada da internet e com diversas manifestações a favor da expressividade sexual (que começaram nos anos 60, com a pílula anti-concepcional), muita coisa mudou.
Contudo, o mesmo não aconteceu com a vagina. Ainda é um problema falar sobre o órgão feminino. Vez ou outra aparecem notícias de uma celebridade que está fazendo um tratamento íntimo para agradar o marido.
Mesmo assim, isso não impede que muitas mulheres levem seus problemas para os consultórios de dermatologia. E quando falamos “problemas”, estamos – literalmente – falando de problemas íntimos.

O Rejuvenescimento genital feminino tem despertado a atenção e o desejo de muitas mulheres. Antes de nos aprofundarmos no tema do Rejuvenescimento genital feminino, vale lembrar que esse é um procedimento muito sério, indicado apenas para mulheres mais maduras (em jovens normalmente não há necessidade). O Rejuvenescimento genital feminino afeta áreas muito sensíveis da mulher, por isso é necessário o acompanhamento de um médico especialista e muito qualificado.
Você deve estar se perguntando: como surgiu o Rejuvenescimento genital feminino? Ele surgiu para tentar corrigir problemas de incontinência urinária, que atingiam as mulheres. No início, o Rejuvenescimento genital feminino era realizado com bisturis, o que dificultava a recuperação e deixava o local mais sensível por mais tempo.
Com o passar dos anos, a prática do Rejuvenescimento genital feminino chegou à área estética e mulheres que querem parecer mais jovens não apenas no rosto tornaram-se adeptas dessa prática. Atualmente, o Rejuvenescimento genital feminino é realizado por médicos qualificados e capacitados para essa prática, usando o laser e ácido hialurônico para corrigir o que incomoda a mulher.
Por último, no caso de cirurgia de Rejuvenescimento genital feminino, estas possuem nomes específicos, cada um atendendo uma necessidade. Pesquise e converse com médico sobre eles: vaginoplastia, vulvoplastia ou labioplastia.

Dra. Rafaela Salvato, dermatologista Florianópolis SC - Rejuvenescimento genital feminino

1 de dezembro de 2014

Oncologia Cutânea


Um recente estudo publicado por um órgão de pesquisa da Noruega indicou que 78% das pessoas possuem dificuldade para fazer um planejamento futuro, que envolva ações que ela precisa estabelecer dentro de um prazo relativamente curto, de um ano.
Ou seja: o ser humano (não todos, claro) é movido por uma ação muito comum, que pode ser observada em pessoas de qualquer país, raça, credo ou classe social. Ficou curioso, não? Pois bem, o que sempre move as pessoas é o chamado “desespero de última hora”.
Isso significa que apenas quando a situação já está bem avançada ou grave é que as pessoas vão começar a se movimentar para tentar correr atrás do tempo perdido e fazer o que precisa ser feito. É assim, por exemplo, com trabalhos da escola: a maioria das crianças deixa para realizar a tarefa quando a data da entrega já está muito próxima.
Também observamos esse comportamento em escritórios: quem nunca se surpreendeu com o próprio potencial ao escrever, em um período muito curto de tempo, todo o relatório cujo prazo estava estourando? E isso acontece até no campo dos esportes, onde a disciplina deveria reinar: muitos times começam de fato a se empenhar no treinamento quando enxergam que o campeonato está bem próximo de começar.

Esse problema se estende à área da saúde também. Muitas pessoas passam a procurar se cuidar mais quando a saúde já está comprometida. Você, com certeza, conhece algum caso de uma pessoa que decidiu parar de fumar apenas quando os pulmões já estavam em estado crítico. Ou aquela pessoa que decidiu finalmente entrar em um regime, após quase enfartar ou desmaiar, por causa da pressão alta.
A dica que damos é: prevenção. E estamos falando em prevenção porque o artigo de hoje fala sobre Oncologia cutânea. Esse termo refere-se a uma doença muito comum, caso você não tenha percebido. Estamos falando do câncer de pele.
A boa notícia é que os pesquisadores sempre se preparam para o pior cenário possível, por isso eles estão à frente de curas e tratamentos que surpreendem sempre médicos e pacientes. Dizemos isso porque a Oncologia cutânea pode ser tratada sem grandes complicações, já que quanto mais cedo é diagnosticada, maiores as chances de sucesso na cura.

Para diagnosticar corretamente a Oncologia cutânea é necessário conhecimento médico aprofundado. No entanto, vale sempre ficar atento aos sintomas, como aquela mancha de cor escura, que apresenta bordas que não são definidas. O segredo aqui é não se desesperar e consultar seu dermatologista regularmente.

Por fim, vale lembrar: qualquer pessoa pode desenvolver Oncologia cutânea (câncer de pele). No entanto, a doença é mais frequente a quem fica exposto muitas horas ao sol, sem a proteção adequada, como acontece com agricultores e pescadores, por exemplo. Nossa dica então é simples: previna-se e use protetor solar, não deixando de ir ao médico regularmente. Lembre-se de que a prevenção pode ser sua melhor amiga e salvadora, quando falamos de Oncologia cutânea.

Dra. Rafaela Salvato Dermatologista em Florianópolis - Oncologia cutânea

Teste alérgico de contato



Imagine um exército muito grande. Para facilitar, imagine um exército medieval. Todos os soldados usam armaduras e estão organizados em fileiras, incontáveis fileiras ao longo de um campo muito extenso e verde.
Existem diversas e diferentes categorias de soldados, cada categoria representando a responsabilidade daquele homem que está agora no front. Existe a infantaria, cuja função é avançar, conquistar território e puxar o exército para a frente. Existem os arqueiros, que são capazes de causar medo e levar perigo ao outro exército, mesmo que ele esteja muito distante. Existem os generais, que controlam todos os soldados, traçando estratégias de guerra, e assim por diante.
Agora imagine que – por exemplo – um desses soldados passou tempo demais no campo de batalha. Recebeu muito sol na cabeça e – para piorar – levou uma pancada muito forte no capacete, que fez o seu cérebro tremer dentro do crânio. Então, a seguir, como que tomado por um delírio, ele começa a achar que todos os seus companheiros de guerra são seus inimigos, e começa a atacá-los.
Claro, é uma cena bizarra, digna de filmes de comédia, mas que serve muito bem para ilustrar o problema de saúde que trataremos no artigo de hoje.

 Estamos falando da alergia. A alergia incomoda as pessoas porque o sistema imunológico dela está desregulado. Ou seja: as células de defesa tomam como perigosas ameaças que não são danosas ao organismo. É por isso que muitas pessoas sofrem ao entrar em contato com o pó, com certas espécies de plantas ou alimentos.
Para evitar que você descubra que possui uma alergia apenas no momento em que já estiver em uma crise, existe o Teste Alérgico de Contato. Você já ouviu falar nisso? O Teste Alérgico de Contato é o alívio de muitas pessoas que sofrem com alergias, porque - além de indicar os elementos a que você é alérgico -, permite que seja iniciado um tratamento de auto-imunização.

Explicamos melhor: o Teste Alérgico de Contato ajuda a pessoa a descobrir qual substância em específico desencadeia sua alergia, de maneira controlada e segura. Existem basicamente três tipos de Teste Alérgico de Contato: o chamado Teste de Puntura, o Teste Intradérmico e o Teste de Contato, o mais famoso de todos.
O primeiro teste consiste em pingar no braço do paciente pequenas doses isoladas de diversos tipos de substância que podem causar alergia. Depois de 20 minutos, é feita a análise e os resultados são usados para produção de vacinas, caso esse tratamento seja o escolhido. Os outros dois Testes Alérgicos de Contato seguem esse mesmo princípio, mudando apenas o local onde acontecem (o teste também pode ser realizado nas costas).

Rafaela Salvato Dermatologia - Teste alérgico de contato
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...