Google+

20 de agosto de 2014

Vitiligo: Causas e Tratamentos

Vitiligo causas e tratamentos florianópolis dermatologista 
O primeiro sinal aparente do Vitiligo é a perda da coloração da pele. Isso acontece devido à diminuição dos melanócitos, as células que são responsáveis pela produção do pigmento da pele, a melanina. Formam-se, então, manchas esbranquiçadas devido ao clareamento em locais afetados pela doença.

A medicina ainda não tem um consenso sobre as causas exatas para o seu surgimento, porém as teorias mais aceitas são a de fenômenos autoimunes, piora com o estresse e traumas emocionais e a influência genética familiar.

O paciente com vitiligo possui manchas brancas na pele, que podem ter diversos tamanhos e aparecem em diferentes locais do corpo. O dermatologista deve avaliar o quadro do paciente de vitiligo e indicar o melhor tratamento específico para cada caso. As manchas do vitiligo não costumam causar sintomas, embora em alguns casos, foi detectada certa sensibilidade e até mesmo dor nas áreas manchadas.

tratamento para vitiligo em Florianópolis
Existem alguns tipos diferentes de vitiligo.
  • O vitiligo segmentar manifesta-se em apenas uma parte do corpo e geralmente surge na juventude.
  • O vitiligo bilateral, mais comum, aparece em ambos os lados do corpo (ex. dois braços), sendo mais comum aparecerem nas extremidades, como os pés. A doença segmentar costuma ser mais estabilizada, enquanto que a bilateral não costuma ter um padrão definido, podendo apresentar diferentes lesões no corpo ao longo da vida do indivíduo.
Vale ainda ressaltar que o vitiligo não é contagioso. Por outro lado, a autoestima e a qualidade de vida do paciente são drasticamente alteradas, devido ao impacto que as manchas brancas causam na aparência.
O vitiligo pode estar associado a outras doenças autoimunes, como a diabetes mellitus tipo 1 e a tireoidite de Hashimoto. Geralmente, o dermatologista solicita exames para tentar achar outras doenças associadas, dependendo de cada caso.
o que é vitiligo dermatologista
Embora não seja possível evitar o vitiligo, o ideal é que toda a família do paciente faça um acompanhamento com o dermatologista, a fim de observar se há a presença ou não da doença. Tratamentos realizados precocemente e em manchas menores costumam apresentar melhor resultado terapêutico.

O tratamento é diferente para cada caso, mas em geral usam-se medicamentos para repigmentação das manchas, assim como laser, cirurgias e transplante de melanócitos. Os pacientes são orientados a evitarem roupas apertadas nas áreas afetadas, exposição inadequada ao sol, dentre outros cuidados, para que não induzam a propagação da doença.

Junto ao tratamento, o dermatologista deve orientar também o paciente a um acompanhamento psicológico. O vitiligo não afeta diretamente a saúde do paciente, mas tem um impacto considerável sobre o fator emocional, causando baixa autoestima, timidez, problemas de relacionamento, dentre outros fatores. O médico tentará não apenas repigmentar as manchas, como também devolver qualidade de vida para o seu paciente.


Se você quiser saber ainda mais sobre Vitiligo clique aqui.

Dra. Rafaela Salvato
Dermatologista em Florianópolis - Vilitigo

14 de agosto de 2014

Acne na vida adulta

acne na vida adulta florianópolis
A acne, além de ser relativamente comum na adolescência, pode também aparecer na vida adulta. Quando as lesões aparecerem, é importante que o dermatologista seja consultado, pois a acne na vida adulta pode estar relacionada a diversas disfunções do organismo e o tratamento adequado é necessário para a saúde e o bem estar do paciente.
A acne na vida adulta tem causas distintas das causadas na adolescência, pode estar relacionada a alterações hormonais, como as disfunções do ovário, alterações das glândulas supra-renais ou mesmo a hipersensibilidade da pele aos hormônios masculinos.Pesquisas demonstram que a acne na vida adulta é mais comum em mulheres de 20 a 40 anos e que o stress e a dieta pobre em nutrientes podem agravar o problema, causando danos à auto-estima e à qualidade de vida da mulher. Ingestão de hormônios principalmente para a hipertrofia muscular, assim como o uso de alguns suplementos vitamínicos também podem piorar a acne, principalmente em homens em torno de 25 a 35 anos.
A acne na vida adulta, quando decorrente da maior sensibilidade ao hormônio masculino, pode estar ligada a outras alterações clínicas, como o aumento dos pêlos no rosto e no corpo, a seborréia e a queda capilar. É comum que apareçam alterações no ciclo menstrual causando irregularidade. Nesses casos, pode estar presente a Síndrome do Ovário Policístico (SOP).
acne dermatologista florianópolis
O tratamento da acne da vida adulta também é um pouco diferente da causada na adolescência, pois é importante abordar a causa do problema. No caso de SOP ou outras alterações dos hormônios femininos, pode ser indicado o uso de contraceptivos orais. Nesse caso, o acompanhamento conjunto com o ginecologista será indicado.
Além do uso de contraceptivo, o tratamento da acne na vida adulta também pode necessitar de outras medicações de uso oral, tópico, peelings ou tratamentos com luz pulsada, lasers e LED. Em casos mais graves e resistentes, a isotretinoína oral também pode ser prescrita.
O uso de antibióticos tópicos ou orais também pode ser indicado. No entanto, o antibiótico para cada fase da vida do paciente é diferente e o uso dos mesmos pode vir associado a efeitos colaterais. Diante disso, nunca faça uso de antibióticos por conta própria, o uso do medicamento deve ter um acompanhamento médico.
Alguns cuidados no dia a dia são importantes, como manter a pele sempre limpa, esfoliada e hidratada. É comum pensar que uma pele com acne dispensa a hidratação, mas a esfoliação em excesso e a falta de hidratação causam o efeito rebote, aumentando a quantidade de acne e a oleosidade da pele. Maquiagens muito oleosas também podem piorar o quadro, principalmente quando não são removidas corretamente da pele.
O mais importante é que o tratamento tenha um acompanhamento de um médico dermatologista e que os cuidados sejam feitos rotineiramente. A acne na vida adulta deve ser tratada de forma adequada, assim como a disfunção que agrava o seu quadro.

Se quiser ler ainda mais sobre acne, clique aqui.

Dra. Rafaela Salvato - Dermatologista Florianópolis
Acne na Vida Adulta



7 de agosto de 2014

Foliculite: Causas e Tratamentos

foliculite dermatologista rafaela

A foliculite é uma inflamação que se inicia nos folículos pilosos e pode ou não estar associada a infecções por bactérias ou fungos. As lesões de foliculite parecem-se com pequenas “espinhas” ou pústulas, porém seu aparecimento está associado ao local de saída dos pêlos e pode causar desconforto, pequena dor local e também coceira.
Se a foliculite for recorrente é melhor que se procure um dermatologista de confiança para o tratamento. Em casos de foliculite superficial a principal manifestação são pequenas bolhas de coloração amarelada e base avermelhada. Os casos mais graves são diagnosticados de acordo com a recorrência do quadro clínico associado a uma maior quantidade de inflamação, com nódulos endurecidos e maior dor local.
A foliculite pode aparecer em qualquer local do corpo acometido por pêlos, porém é mais comum em áreas de atrito como costas, braços e coxas ou que recebem constante agressão por lâminas de depilação, como é o caso da barba.

foliculite barba dermatologia

Tipos de foliculites mais comuns:
  • A foliculite de barba, apresentação comum de foliculite e que pode se tornar bastante incômoda principalmente para homens que precisam se barbear constantemente, está ligada ao atrito da pele com as lâminas de barbear e à irritação local do trauma junto com o crescimento do pêlo de forma desordenada.
  • A foliculite estafilocócica causa lesões avermelhadas e inflamação com pus, com lesões geralmente superficiais. É comum ocorrer no couro cabeludo e também nas extremidades dos braços e pernas. Indivíduos atópicos têm maior propensão a esses casos. O tratamento inclui evitar trauma na região afetada, higiene adequada, uso de pomadas ou cremes específicos e medidas preventivas de hidratação constante da pele.
  • O hordéolo ou terçol é um tipo de foliculite profunda localizada nos cílios e que costuma causar dor local e incômodo pelo inchaço das pálpebras. Compressas mornas com gaze e soro fisiológico costumam ser suficientes para o alívio dos sintomas, porém, se não houver melhora, um dermatologista ou um oftalmologista devem ser consultados.
  • A foliculite pitirospórica é muito comum em adolescentes e homens. Ela é causada por um fungo e as principais regiões em que costuma aparecer são tórax e costas. O sintoma mais comum nesse tipo de foliculite é a coceira constante no local das lesões.
foliculite tratamento





















Para evitar a foliculite recomenda-se a manutenção da pele sempre limpa e seca. Lavar a pele com produtos antissépticos diariamente sem o acompanhamento de um dermatologista não faz bem, isso porque o produto mata as bactérias protetoras, além de causar ressecamento da pele. Na hora de fazer a barba, lubrifique sempre a pele com produtos adequados (espuma de barbear ou gel). Isso é importante para evitar cortes e, consequentemente, as inflamações no local. Após o ato de se barbear, aplique loções hidratantes e que não contenham álcool para evitar maior desconforto e piora do quadro.

foliculite causas

Dra. Rafaela Salvato
Dermatologista Florianópolis - Foliculite
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...