Google+

12 de novembro de 2014

Hiperidrose - suor excessivo


Nos filmes e no esporte o suor (sim, o suor!) possui um papel muito romântico e importante. Explico melhor: na tela do cinema ou da televisão, quando o ator aparece com a camisa molhada de suor é porque fez um grande esforço, seja para lutar com bandidos, parar o trem e salvar a mocinha, ou seja para mostrar que o espião altamente treinado e capacitado também é humano e precisa se esforçar muito para cumprir suas missões.

Já no esporte, o suor é visto como fruto de um esforço e da garra do atleta. Existe uma foto muito famosa de Pelé, o rei do futebol, em que o jogador está com a camisa da seleção brasileira, de cor amarela, e o suor no seu peito deixa uma marca em forma de coração na camisa.

Além dessas áreas, o suor também está presente no imaginário popular, povoando frases como: “vai ter que suar a camisa”, “com o suor do meu rosto”, etc. Mas, antes de ser resultado de um esforço, o suor é uma adaptação do organismo para controlar a temperatura do corpo humano.

O corpo humano precisa sempre manter a temperatura próxima dos trinta e seis graus Celsius. Dois graus a mais já o deixam debilitado e dois graus a menos também. O que acontece quando fazemos exercício é que o coração bombeia mais sangue para os músculos, que ficam aquecidos. Para o corpo não entrar em colapso com o aumento da temperatura, glândulas específicas que ficam debaixo da pele secretam água, para refrescar e diminuir a temperatura corporal. Um mecanismo inteligente, mas que não está à prova de falhas.

Um dos problemas que ocorre é a Hiperidrose, também conhecida como Sudorese, ou seja: um incômodo causado porque a transpiração da pessoa é anormal, fazendo com que ela sue demais. O problema normalmente é causado pelas glândulas que já citamos acima e que são conhecidas como glândulas sudoríparas.

Se você sua de maneira descontrolada e – em alguns casos – até constrangedora, principalmente em regiões como mãos, pés, axilas e rosto, pode ser que você sofra com a Hiperidrose.
Quanto aos tratamentos para a Hiperidrose existem diferentes caminhos. Um médico precisará avaliar você, seu dia a dia, sua personalidade, sua alimentação e seu corpo. Mas, apenas a título de curiosidade, os principais tratamentos envolvem uso de cremes e anti-transpirantes específicos, tratamento com medicamentos que atuam no sistema nervoso, tratamento com toxina botulínica (conhecida também como botox) e – nos casos mais severos – tratamento cirúrgico.

Dermatologia Estética Florianópolis SC - Rafaela Salvato Dermatologia - Hiperidrose
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...